alecrins no canavial

hoje senti saudades

Posted in Uncategorized by Alziro on abril 18, 2006

A saudade é mesmo um sentimento estranho. Faz realmente muito tempo que soube, através de um grande amigo, que a palavra saudade estava entre os 10 termos mais difíceis de serem traduzidos, segundo uma lista publicada, se não me engano, no Jornal do Brasil. Hoje, com o avanço da internet, pude buscar mais informações sobre a tal lista que é, na verdade, o resultado de uma pesquisa feita pela empresa britância Today Translations com as opiniões de mil tradutores profissionais. Saudade, seria então, a sétima palavra mais difícil de se traduzir no mundo, ou seja, um termo genuinamente português. Pensei bastante nisto, e fui um pouco além.

E então imagino um tempo onde não havia saudades; onde o mundo era demasiado pequeno e tudo estava ali ao redor, pertinho. Algures entre Idanha-a-velha e Sortelha. Mas o povo português é viajante, e de tanto olhar o mar se questionou o que tinha depois, foi lá ver o que era, e descobriu a saudade. Este sentimento estranho, um sentimento português.

É claro que alemão também sente saudades, ou talvez sinta falta apenas, não sei.

Pensei bastante nisso, e fui um pouco além: A saudade seria então um sentimento genuinamente português. O que, pra mim, fora a complexidade do sentimento, explica a difícil tradução.

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. tati said, on abril 18, 2006 at 3:24 pm

    pois, deve mesmo ser coisa de português…

    meu pai é um ótimo exemplo disto, um português q resolveu atravessar o oceano e construir a vida em terras brasileiras… veio atrás do meu avô q aqui passou uma parte de sua vida, longa história…

    acontece q a SAUDADE é enorme, de tudo q ficou pra trás, das raízes, de cada rosto, cada palavra, do calor da família FONSECA FELNER DA COSTA!

    eu, q não nasci lá, às vezes sinto uma espécie de solidão qdo penso no oceano q me separa, me separa do meu sangue, me separa de algo muito forte q esta lá.

    SAUDADE, é bom e ruim… acho q é bom qdo podemos pegar o carro e “matá-la”, mas qdo se está realmente distante, dói…

    e não há telefone, e-mail, webcam, ou qq outra invesão moderna q cure!

    |SAUDADE_sentimento eternamente presente na minha vida|

  2. fernanda said, on abril 18, 2006 at 5:43 pm

    que bonito, tati

  3. tati said, on abril 18, 2006 at 6:29 pm

    ih, sou eu na foto… êêêeeeeeeee…!

    nem tinha me reconhecido, mas agora sei bem q momento é esse, momento inesquecível, eu e zi na praça do comércio (meu bisavô trabalhou ali), e o céu azul azul, lindo céu de lisboa!

    chega, chega senão não aguento… |saudades|


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: